Listaxe* #1: Natal (ou “Kevin!!!”**)

Palmas das mãos sobre as duas bochechas, boca bem aberta e um grito estridente. Eu fui Macaulay Culkin em Esqueceram de Mim hoje à noite. Brinquei com a situação desde o domingo à tarde, quando a Ana María viajou para Vigo e eu fiquei sozinha aqui no apartamento que a gente divide com a Marina (que foi para o Brasil na sexta-feira) em A Coruña. Mas juro que eu realmente tinha planos de passar o Natal como mandam os ritos: em alguma sala com árvores decoradas, presentes e gente para abraçar meio desconfortavelmente quando o relógio zerasse o dia 25.

Mas, como disse a María Isabel, a venezuelana com quem eu iria jantar hoje, Natal não se faz com vestidos novos e cabelos bem penteados. E, por motivos que não posso revelar aqui (até porque não os conheço inteiramente), sobrei. Até tinha planos alternativos, mas o A caiu muito em cima da hora para acionar o B. E foi assim que eu ganhei uma experiência a mais sobre todos vocês, reles mortais que vivem perto das respectivas famílias: passei um Natal sozinha.

Com estilo, é claro. Vestido novo, meia-calça vermelha combinando com o sapato, patê de queijo e até tortinha de maçã de sobremesa. Uma ligação ao Brasil pelo Skype para falar com os pais e a vovó e, além do filme de Natal engraçadinho (pensei em rever o bom e velho Home Alone mas seria clichê demais), a única menção à data é o cartão-postal que o meu amigo enviou. Eu, que adoro um desafio (já pesquei no gelo, ora) e tenho pouca paciência para rituais mecânicos (sou sempre aquela que foge de fininho da festa – até das minhas – para ver TV ou cochilar em algum quarto), passei a noite muito bem, obrigada.

O que a Galícia tem a ver com isso? Talvez seja a dispersão populacional da comunidade autonômica a responsável pela ausência de seres humanos na cidade (todo mundo é de algum povoado ou aldeia). Às 5h37, é a única teoria que eu me atrevo a explorar.

Mas criei esse blog justamente para falar sobre a Galícia (outras loucuras minhas você encontra aqui). Então segue a primeira da série de Listaxes (*listagens, em galego) que eu vou fazer sobre essa gente tão parecida e tão diferente:

1- Comida: O destaque vai para o turrón. É como um torrone, mas se parece mais com um chocolate. Entretanto, nem se atreva a dizer que é chocolate, ok? E é a única sobremesa específica de Natal por aqui, segundo a Marina, a maior estudiosa da cultura galega que eu conheço.

(no vídeo: o supermercado – e as mesas de turrones – no dia 24 de dezembro)
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

2- Presentes: Pode parecer muito difícil para as crianças se segurarem até o Dia de Reis (6 de janeiro) para abrir seus presentes. Eles inclusive escrevem suas cartinhas para os Três Reis Magos, e não para o Papai Noel.  O lado bom de tudo isso, até onde eu pude apurar, é que as minhas férias só acabam no dia 7 de janeiro. Imagino que para a produtividade dos espanhóis a desvantagem seja maior.

3- Decorações: Esqueçam a Avenida Paulista, a João Cachoeira (nem começo essa lista porque vai longe) e a competição de quem consegue colocar o maior número de luzes e bonecos simbólicos de países nórdicos nas calçadas. À exceção das luzes “oficiais” da cidade, só vi UMA (sim, UMA) varanda com luzes de Natal. Dentro de casa sim, a árvore é normal. Mas tudo que gasta eletricidade mais do que o necessário, inclusive em ano da tal da crise, é dispensado na hora. E já que estamos no assunto, as luzes oficiais são… verdes e amarelas. Umas formam desenhos de sinos, outras de pombas, outras de… um cacho de uvas. Sim, perto do estádio do Deportivo La Coruña há uma rua repleta de cachos de uvas iluminados com mini-lâmpadas verdes e amarelas. Estréio aqui, portanto, a categoria “Choque cultural”, que pensei em chamar carinhosamente de “Alguém me explica?”.

**Ah, não me diga que você não se lembra do berro que a mãe do Macaulay Culkin dá no filme, quando percebe que esqueceu um dos filhos sozinho em casa?

Anúncios

2 Respostas para “Listaxe* #1: Natal (ou “Kevin!!!”**)

  1. Ana María Pérez

    Carol, me encantó tu nuevo blog y acepto el ofrecimiento de escribir en él. Tal vez puede ser bueno para que no sigas dejando blogs huérfanos por la internet. Un beso y Feliz Navidad!!!

  2. Socorro – não acredito que vc passou o Natal sozinha… e ficou acordada até 5h30 da manhã!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s